11/05/15

Cidades Inteligentes são foco de evento em São Paulo

São Paulo (SP) vai sediar, de a 3 a 5 de agosto, a primeira edição do Connected Smart Cities. O evento vai reunir governos, empresas e entidades para mapear as necessidades dos municípios brasileiros e apresentar caminhos para o desenvolvimento inteligente.

Durante o encontro serão apresentados e analisados projetos em estudo ou já implementados que traduzem os diversos modelos de conectividade. Os participantes poderão conhecer cases bem sucedidos de cidades como Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Águas de São Pedro (SP), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ). Questões que a população urbana deve lidar para garantir um futuro promissor para os centros urbanos, como mobilidade urbana, soluções inteligentes para gestão hídrica e recursos tecnológicos estão entre os temas previstos para debate.

“Acreditamos que uma smart city é aquela que cresce de forma planejada por meio de análises do desenvolvimento de indicadores básicos como economia, mobilidade, governo, meio ambiente, urbanismo e qualidade de vida. O nosso intuito é reunir especialistas, governo e o setor privado para propor soluções que minimizem os impactos dos problemas e ao mesmo tempo aproveitem o potencial da modernidade para elevarmos o maior número possível de cidades ao patamar de cidade inteligente”, enfatizou Paula Faria, diretora da Sator, agência idealizadora do evento.

Além do fórum de debates, haverá também uma área de exposição e rodadas de negócios para fomentar a troca de experiências e novas parcerias. “Nossa expectativa é atrair um público qualificado, com capacidade transformadora. Queremos que nos próximos 10 anos, as cidades brasileiras possam subir um degrau ou mais na escala de desenvolvimento, se aproximando dos índices dos modelos das cidades inteligentes do mundo”, ressaltou Paula.

A entrega do Prêmio Connected Smart Cities e a divulgação do Ranking Connected Smart Cities das cidades com maiores potenciais de desenvolvimento também são destaques na programação do encontro. A premiação será entregue ao projeto que melhor contribua para a difusão de ideias entre governo, empresas e entidades, e apresente opções de negócios para a resolução de problemas urbanísticos. O prêmio está sendo desenvolvido em parceria com a Neurônio – Ativação de Negócios e Causas, empresa dedicada à realização de prêmios, gestão de projetos nas áreas de desenvolvimento sustentável, responsabilidade social empresarial e empreendedorismo. Poderão concorrer pessoas jurídicas com sede no Brasil.

O Ranking será apresentado no primeiro dia do evento e tem a intenção de auxiliar o mapeamento das cidades com maior potencial de desenvolvimento e mais inteligentes do país, buscando ampliar o conhecimento de investimentos necessários nos centros urbanos. O ranking será proposto após análise de indicadores de inteligência, como mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, saúde, segurança, educação, empreendedorismo, tecnologia e inovação.

Mais informações sobre inscrições e grade completa de programação no site http://www.connectedsmartcities.com.br/ .

Redator: Bruna LimaEditor: Livia Palmieri
Última modificação em Quarta, 27 de Maio de 2015, 10:41
Mais nesta categoria: