08/01/19

Mais de 90% dos usuários aprovam a Rua Completa de São Paulo

As intervenções na rua Joel Carlos Borges fazem parte de um projeto da parceria da FNP com o WRI

As modificações feitas na via Joel Carlos Borges, para que ela se tornasse uma Rua Completa, foram aprovadas por 92% dos usuários. É o que aponta o estudo de impacto foi desenvolvido pelo Laboratório de Mobilidade Sustentável (LABMOB) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Faixas verdes, aumento do espaço para o pedestre e os balizadores foram os elementos mais destacados pelos entrevistados, que aprovaram a intervenção e apostam que o impacto é benéfico. Ainda conforme o estudo, 80% das pessoas que passam pela Rua Joel consideram a via segura.

O estudo comparou o efeito das mudanças na Rua Joel com o impacto em uma rua de controle, que não foi alterada, no caso a Rua Gomes de Carvalho. Saiba mais sobre o estudo aqui.

Sobre a Rua
Inaugurada em setembro de 2017, a Rua Joel Carlos Borges foi primeira a sair do papel entre as 11 cidades da Rede Nacional para a Mobilidade de Baixo Carbono, projeto promovido pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e WRI Brasil, com apoio do Instituto Clima e Sociedade (ICS).

A via dá acesso à estação de metrô Berrini, no Brooklin, e, no horário de pico da manhã, entre 7h e 8h, transitam cerca de 1800 pessoas a pé e apenas 67 veículos. As alterações no desenho da rua fizeram com que ela se tornasse mais adequada à circulação dos pedestres.

Redator: Livia PalmieriEditor: Paula Aguiar
Mais nesta categoria: